médicos-extranjeros-en-Francia

A Declaração de Serviços Médicos e de Saúde (DMED) foi instituída em 2009 pela Instrução Normativa RBF n° 985 com o objetivo de facilitar a declaração de despesas médicas pelas pessoas físicas e, assim, evitar a retenção desses valores na Receita Federal, médicos e dentistas com CNPJ, prestadores de serviços de saúde, operadoras de planos privados e clínicas médicas de qualquer especialidade terão que atender às exigências e os controles para entrega da DMED – Declaração de Serviços Médicos.

Abaixo você verifica as principais dúvidas e informações que os profissionais da área de saúde precisam estar atentos:

Quem precisa fazer a DMED?

São obrigadas a apresentar a DMED, as pessoas jurídicas ou equiparadas nos termos da legislação do imposto de renda, prestadoras de serviços de saúde, e as operadoras de planos privados de assistência à saúde.

Os serviços prestados por psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, dentistas, hospitais, laboratórios, serviços radiológicos, serviços de próteses ortopédicas e dentárias, e clínicas médicas de qualquer especialidade, bem como os prestados por estabelecimento geriátrico classificado como hospital pelo Ministério da Saúde e por entidades de ensino destinadas à instrução de deficiente físico ou mental, são considerados serviços de saúde para fins legais.

O que precisa ser declarado na DMED?

Todos os valores recebidos de pessoas físicas referente ao pagamento de prestação de serviços médicos particulares.

Ocorre CRUZAMENTO DE DADOS?

Objetivo da DMED é combater a apresentação de recibos falsos e inibir práticas ilícitas para pagar menos imposto de renda através de sonegação, basicamente é o cruzamento das despesas médicas informados pelo contribuinte em sua declaração de imposto de renda, precisa estar exatamente de acordo com o que foi declarado na DMED.

É fundamental está cercado, orientado e assessorado por uma empresa de contabilidade capacitada de executar esse tipo de obrigação acessória e seu demonstrativo.

Qual Prazo?

A Dmed será apresentada pela matriz da pessoa jurídica, contendo as informações de todos os estabelecimentos, em meio digital, mediante a utilização de aplicativo disponibilizado na página da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) na Internet, até o último dia útil do mês de março do ano-calendário subsequente àquele a que se referirem as informações.

Qual a Multa?

A não apresentação da DMED no prazo estabelecido, ou a sua apresentação com incorreções ou omissões, sujeitará a pessoa jurídica às seguintes multas (artigo 8º da Lei 12.766/2012):

  • por apresentação fora do prazo:

a – R$ 500,00 por mês-calendário ou fração, relativamente às pessoas jurídicas que, na última declaração apresentada, tenham apurado lucro presumido;

b – R$ 1.500,00 por mês-calendário ou fração, relativamente às pessoas jurídicas que, na última declaração apresentada, tenham apurado lucro real ou tenham optado pelo autoarbitramento;

Você ainda tem alguma dúvida sobre esse assunto?  Entre em contato com nossa equipe em:

www.realdominio.com.br

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.